Stay for me
18 anos. Escrever, ler, editar, comer, viajar, trabalhar, dinheiro e muchas otras cosas!
Por falta d’agua
a flor chorou
por tanta mágoa
despetalou
eu disse a ela
pra não chorar
as pétalas caem
pra se renovar.

Elisa Bartlett

Ainda espero as flores
que você ficou de me enviar,
os beijos, abraços, amassos.
Espero o amor,
ou qualquer coisa proveniente
do teu íntimo.
Aceito qualquer coisa, mon amour,
a não ser o exílio
do teu pedaço da Sibéria guardado no peito.

Por que não me deu
nada além deste adeus fulminante?

- Júlia Teixeira, Monólogo a dois.